Deus me ensinou algumas coisas que gostaria de compartilhar. Esses princípios estão em João 8.31-36.

A primeira delas se encontra no verso 31:“Disse Jesus aos judeus que haviam crido nele: Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos“. Não adianta apenas crer para ir ao céu. A fé é a que salva, assim como salvou o carcereiro na prisão (At 16.31). Precisamos permanecer firmes para nos tornarmos discípulos verdadeiros. Este é o princípio do discipulado: permanecer.

O segundo princípio está no verso 32: “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” O conhecimento, ou a falta dele foi e ainda é a causa da destruição do povo de Deus. Em Oséias 4.6 diz “Meus povo é destruído por falta de conhecimento”. Somente o conhecimento divino vindo da Palavra de Deus é que nos pode livrar da destruição do mundo, do pecado e do diabo.

O terceiro princípio está no verso 34: “Digo-lhes a verdade: Todo aquele que vive pecando é escravo do pecado.” O pecado é uma prisão. Se não existe arrependimento verdadeiro através da revelação do sangue de Jesus, viveremos em uma eterna escravidão, subjugados e presos.

O quarto princípio está no verso 36 que diz: “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Veja que Ele é o que liberta do pecado. Em João 1.1 fala que Jesus é a Palavra (o Verbo), ou seja, só através da Palavra que somos libertos do pecado por Ele. Jesus também é a Verdade, porque a Palavra de Deus é verdade (Jo 17.17). A Bíblia diz em João 14.6 “Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao pai, senão por mim”.

O centro de tudo é Jesus. Se estivermos em pecado, conseqüentemente estaremos aprisionados e não estaremos na verdade que é a Palavra, que é o Verbo, que é Jesus. Ele é o começo e o fim de tudo.

Para ser um verdadeiro discípulo é necessário permanecer na Palavra, conhecer bem a Bíblia, não ser escravo do pecado, e deixar que Jesus Cristo, o filho de Deus te liberte. Só Jesus liberta!

Samuel Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *